Quanto ao mais, irmãos, adeus! Aperfeiçoai-vos (sejam plenos completos, feitos aquilo que devem ser);, consolai-vos, sede do mesmo parecer[concordantes], vivei em paz; e [então] o Deus de amor [que é a fonte da afeição, boa vontade, amor, benevolência diante dos homens] e de paz estará convosco. (2 Coríntios 13.11).

Cada um de nós precisa aceitar a responsabilidade de fazer o que é certo aos olhos de Deus, estejam os outros fazendo a coisa certa ou não. Caso contrário, teremos um impasse:

“Bem, se você nunca se desculpa, também não me desculparei.”
“Você não é agradável, assim, também não serei agradável.”
“Você não tem me elogiado durante um ano; assim também não o elogiarei mais.”

Essas atitudes geram relacionamentos problemáticos. Deus quer que vivamos da mesquinhez de discussões egoístas e amemos uns aos outros.