20 de dezembro de 2010

A busca de um parceiro para casamento




Nós sabemos que é a vontade do Senhor que as pessoas tenham um companheiro, se o desejarem . No início, quando Deus criou Adão, Deus fez esta declaração:


"Agora o Senhor Deus disse: Não é bom que o homem esteja só, (Gênesis 2:18 )

O Senhor quer trazer um companheiro para aqueles que irão pedir a Ele e ter a paciência de esperar para sua escolha.

Há algumas pessoas solteiras que estão constantemente à procura de um companheiro, e são infelizes porque Deus não enviou-lhes um ainda. Eles rezaram e rezaram, mas eles ainda não têm companheiro. Alguns se contentar com disposição de Satanás, em vez de pedir a Deus para a paciência para esperar a quem Ele iria enviar. Se eles olham para Jesus e procuram agradá-lo, ao invés de estar preocupado com um companheiro, em breve eles iriam encontrar o caminho certo que atravessam o seu caminho. À procura de um homem ou uma mulher apenas para mantê-los de estar sozinha ou apenas para preencher as suas necessidades ou para ser um pai ou mãe para os filhos não devem ser as únicas razões para desejar um companheiro. Eles também precisam se preocupar com que tipo de marido ou esposa que seria para um companheiro. Essas pessoas só são ainda muito na carne, se eles só querem as suas próprias necessidades satisfeitas. Eles devem pedir ao Senhor para enchê-los com Seu amor e paz.

Ser solteiro é um momento importante para nos preparar para o casamento. Ele também pode ser um momento de experimentar uma maior comunhão com Deus. Enquanto buscamos a Deus para nos purificar de todo o mundo e nos ajudam a tornar o tipo de mulher ou o marido que iria abençoar alguém, logo veremos que não estamos sós. Primeiro, o Senhor iria começar a usar-nos para abençoar os outros, então vamos encontrar o conteúdo que estamos nele. Finalmente, no plano de Deus e de tempo, Ele vai nos abençoar com um companheiro maravilhoso, para que ambas as vidas podem ser um testemunho para ele. Nós acreditamos se um casamento não pode glorificar a Deus, então seria melhor ficar sozinho. Há coisas piores do que estar sozinho. Uma delas é estar fora da vontade de Deus por comprometer e se casar com alguém que não pensam da mesma forma que fazemos sobre o Senhor.

O casamento é a segunda grande escolha que fazemos em nossas vidas, e nunca devemos entrar nele sem muita oração. Para apressar o casamento pode ser desastroso. A decisão mais importante de nossas vidas, é claro, é a nossa decisão de seguir o Senhor. Esta decisão não é uma declaração de um tempo, mas uma determinação diariamente para seguir a Jesus acima de tudo. Se permitirmos que a esfera emocional ou soulish a dominar nossas vidas se tornam mais suscetíveis ao inimigo nos extraviando através de alguém. Esta área da carne deve ser trazido em sujeição ao Senhor, para que Satanás não conseguA a vantagem e, conseqüentemente, destruir nossas vidas e ministérios. Assim muitos falharam ao Senhor porque eles escolheram um homem ou uma mulher mais do Senhor.

Encontramos esta verdade em toda a Bíblia, também. Pagão esposas de Salomão o levaram à idolatria. Sansão perdeu seus olhos por causa de uma mulher, Dalila. David assassinato cometido por causa da paixão por Bate-Seba.

Nossas emoções precisam ser limpos, pois não são o sinal do amor. A verdadeira definição de amor é "Deus é amor". Se Deus não está em um relacionamento é o amor não é verdade. Que o mundo chama de amor realmente é a luxúria, uma vez que é construído sobre o que a outra pessoa faz para mim, não o que eu posso fazer por ele ou ela. Se a outra pessoa não consegue manter a sua parte da barganha, um divórcio ocorre porque o cônjuge ofendido não é mais satisfeito. Esta é a atitude do mundo é o chamado "amor". O amor de Deus ama, sem receber de volta, o amor de Deus é clemente e paciente. O amor de Deus é suave e gentil. O amor de Deus espera. Deus sacrifícios de amor.

1 Coríntios 13 na Bíblia nos dá uma bela definição de amor verdadeiro: (Neste tradução King James a palavra "caridade" significa "amor".)

1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa ou como o címbalo que retine.

2 E ainda que eu tenha o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, para que eu pudesse remover montanhas, se não tiver amor, nada serei.

3 E ainda que distribuísse todos os meus bens para alimentar os pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

4 O amor é sofredor, é benigno; a caridade não é invejosa, não A caridade em si, não se ensoberbece,

5 Porventura não comportar-se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios, não se irrita, não suspeita mal;

6 não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade;

7 tudo sofre, tudo crê, espera todas as coisas, tudo suporta.

8 A caridade nunca falha: mas havendo profecias, serão aniquiladas, havendo línguas, cessarão, havendo ciência, deve desaparecer.

9 Pois em parte conhecemos, e em parte profetizamos.

10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.

11 Quando eu era criança, falava como criança, entendia como criança, pensava como criança, mas quando cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face: agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

13 E agora permanecem a fé, a esperança eo amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

Emoções do homem não são um indicador confiável sobre a qual se estabelecer uma relação de casamento. Devemos saber, no Espírito que é a vontade de Deus. É muito melhor para se casar com personagem do que para a emoção. Emoções flutuam; caráter não. As emoções estão no reino anímico, ea menos que a mente carnal foi renovado, Satanás pode nos dar emoções ou sentimentos de amor para alguém de sua escolha. (Se ele não tem isso em seu poder, ele não podia dividir casamentos.) Uma das suas técnicas favoritas é de repente tirar os sentimentos uma vez teve de seu companheiro de sentimentos e dar para alguém. Quando ele conseguiu convencer uma pessoa que já não ama o seu companheiro, então, ele os leva ao divórcio, sussurrando: "Você está vivendo uma mentira." Depois de ter destruído o casamento, ele então leva a se casar novamente agitando suas emoções para outra. Muitas vezes depois de seu casamento algo próximo acontece que eles não esperam. Antes de muito tempo, o atrito começa a se desenvolver com o novo companheiro, em seguida, discutir. Finalmente, eles acham a mesma coisa que aconteceu de novo, pois eles não sentem a emoção de seu companheiro de novo e que o divórcio está na próxima fatura. "Falling" no amor é a maneira de Satanás. A própria expressão dessas palavras deve nos dizer alguma coisa. Um cristão não deve cegamente "cair" em nenhuma armadilha. O amor é maior do que simplesmente cair para alguém. Certamente, o Senhor nos dá uma maravilhosa sensação emocional para o que estamos a casar-se. No entanto, este sentimento ", sem direção de Deus pode ser desastroso como Satanás pode mexer com nossas emoções e sentimentos também.

Casamento, em uma vida cristã, deve ser baseada em uma decisão dirigida pelo Espírito Santo. O amor de um cristão para outro é um compromisso. Naturalmente, o Senhor vai fornecer as emoções para o companheiro Ele manda, mas que não deve ser o critério para a decisão de se casar. O Senhor deve ser procurado, e tudo o que Ele nos fala que devemos fazer. Ele sabe o futuro e que é melhor para nós. Se nós confio que ele não nos vai falhar nesta ou em qualquer outra área importante. Mulheres ou homens que permita que as emoções regra eles nunca serão os cristãos vitoriosos. As emoções devem sempre seguir, nunca chumbo.

Durante o Antigo eo Novo Testamento, pais e mães escolheram os companheiros para seus filhos. O povo de Deus foram muito cuidado para escolher aqueles que eram "crentes". Encontramos essa prática ainda prevalece na Índia e outras culturas orientais. Os pais, sendo mais velhos e mais prudente, tomou decisões mais sábias do que as crianças nesta área. A taxa de divórcios na Índia é de apenas cerca de 7%, enquanto no E.U.A., no presente, é quase 50%. Os casamentos que são loveless podem ser salvas e restauradas simplesmente pedindo a Deus para restaurar o amor que foi uma vez lá. As relações sexuais também podem ser curados por orar por um desejo de um companheiro de chapa. A oração é uma arma poderosa. Amor de Deus pode curar e curar, proporcionando as pessoas estão dispostas a dar sua vida por seus companheiros. Seu amor não vai desaparecer, assim como o amor do mundo.

Aqueles que são solteiros e nunca foram casados são advertidos na Palavra de Deus para procurar um companheiro, que é um crente como. "Não vos jugo desigual com os infiéis: para que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? (2 Coríntios 6:14)." Muitas pessoas preciosas sofrem porque vivem com companheiros não salvos. Alguns não têm Cristo quando eles fizeram a decisão do casamento, mas já encontrou o Senhor. Aqueles que têm a graça eo amor de Deus para vencer os seus companheiros de Jesus. O Senhor sempre se esforça para trazer o companheiro perdido para si mesmo através do parceiro que o conhece. Milagres de libertação e de salvação que ocorreram quando as pessoas têm suportado o sofrimento, a fim de levar seus companheiros para o Senhor. Aquelas pessoas que têm a luz, mas optam por casar na escuridão por se unir-se aos companheiros perdidos achar que a sua carne, levou-os para longe de Deus.

O Senhor quer abençoar uniões de casamento e ver seus planos cumprida em ambos os companheiros de vida ". O plano de um glorioso Ele tinha desde o início, tanto para masculino e feminino. Podemos confiar nele neste importante decisão. Se vamos empenhar totalmente para fazer a Sua vontade que nunca será decepcionado com o que Ele manda em nossas vidas.

FONTE: http://www.bibliacomentada.com/ArtigosDetalhes.aspx?IdArtigo=2



"TUDO dá certo quando DEUS e

está na DIREÇÃO de nossas vidas."

14 de dezembro de 2010

USADECRE: COMO AMAR A SUA FAMILIA- PARTE I

Será que sabemos como amar nossa família?
Família é a coisa mais preciosa que se tem. Deus é tão bom,tão maravilhoso que Ele faz o solitário habitar em família.

Vamos aprender como valorizar nossa familia.
Click no link e boa leitura.

USADECRE: COMO AMAR A SUA FAMILIA- PARTE I






Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor.Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá omelhor de DEus. Em nome de Jesus

Orando pelo marido - Seus medos

       Senhor, a sua Palavra diz: "No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tor­mento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor" (1 Jo 4.18). Oro para que o Senhor aperfeiçoe meu marido no amor a Deus, a fim de que o medo que atormenta não venha a atingi-lo. Sei que ele não recebeu um espírito de medo. O Senhor lhe deu poder, amor e moderação (2 Tm 1.7). Oro em nome de Jesus, pedindo que o medo não controle meu marido. Em vez disso, que a sua Palavra penetre em cada parte do seu ser, convencendo-o de que o seu amor por ele é muito maior do que qualquer coisa que possa ter de enfrentar e que nada pode separá-lo desse amor.

         Oro para que ele o reconheça como um Pai, cujo amor é inesgotável e em cuja presença nada há que temer. Livre-o hoje do medo que destrói substituindo-o pelo temor piedoso (Jr 32.40). Ensine-lhe o seu caminho, ó Senhor. Ajude-o a andar na sua verdade. Disponha o coração dele para temer o nome do Senhor (Sl 86.11). Que ele não tenha medo dos homens, mas se levante e diga corajosamente: "O Senhor é o meu auxílio, não temerei; que me poderá fazer o homem?" (Hb 13.6) "Como é grande a tua bondade, que reservaste aos que te te­mem" (Sl 31.19).
         Digo a você (nome do marido): "Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus. A vingança vem, a retribuição de Deus; ele vem e vos salvará" (Is 35.4). "Serás estabelecido em justiça longe da opressão, porque já não temerás" (Is 54.14). "Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia" (Sl 91.5,6). Que o Espírito do Senhor re­pouse sobre você, "o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conheci­mento e de temor do Senhor" (Is 11.2).

Instrumentos de Poder

O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.Sl 34.7

Busquei o Senhor e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.
Sl 34.4

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Sl 23.4

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.
Is 41.10

O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo?
Sl 27.1

Extraído do Livro O Poder da Esposa que ora - Stormie Omartiam

Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor. Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá o melhor de DEus. Em nome de Jesus
 

Orando pela mente do marido


         Senhor, oro para que proteja a mente de meu marido. Guarde-o das mentiras do inimigo. Ajude-o a discernir claramente a voz do Senhor de outra qualquer e mostre-lhe como levar cada pensamento cativo como nos instruiu a fazer. Que ele possa ansiar pela sua Palavra e ter fome da sua verdade, a fim de reconhecer os pensamentos errôneos. Dê-lhe forças para resis­tir às mentiras. Lembre-o de que ele tem a mente de Cristo.     
         Onde as mentiras do inimigo já invadiram os seus pensa­mentos, eu as expulso e convido o poder do Espírito Santo para purificar a sua mente. Ó Deus, o Senhor me deu autoridade "sobre todo o poder do inimigo" (Lc 10.19).
         Por essa autorida­de que me foi dada em Jesus Cristo, ordeno que todos os agen­tes mentirosos se afastem da mente de meu marido. Proclamo que Deus deu a (nome do marido) uma mente sadia. Ele não se manterá confuso, mas viverá na claridade. Ele não será atormentado por pensamentos impuros, maus, negativos ou peca­minosos, mas será transformado pela renovação da sua mente, para que possa experimentar qual seja a boa, agradável e per­feita vontade de Deus (Rm 12.2).
         Capacite-o a ser "fortalecido no Senhor e na força do seu poder" (Ef 6.10). Ajude-o a não andar ansioso por coisa algu­ma; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as suas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o seu coração e a sua mente em Cristo Jesus (Fp 4.6,7).
         E, finalmente, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o seu pensamento (Fp 4.8).

Instrumentos de Poder

Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e, sim, poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo. 2 Co 10.3-5

Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Rm 8.6

Mas vejo nos meus membros outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros. Rm 7.23

... Eu, de mim mesmo, com a mente sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado.Rm 7.25

Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força.Mc 12.30


Extraído do Livro O Poder da Esposa que ora - Stormie Omartiam

Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor. Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá o melhor de DEus. Em nome de Jesus
http://comps.fotosearch.com

Orando pelas tentações do seu marido




Senhor, peço-lhe que dê forças a meu marido para resistir às ten­tações que se interpuserem em seu caminho. Tire isso de sua mente antes que possa atingir seu coração ou transformar-se numa experiência pessoal. Não o deixe cair em tentação, mas livre-o do mal como o adultério, a pornografia, as drogas, o álco­ol, a gula, o jogo e a perversão. Afaste a tentação especialmente na área de (especifique a tentação). Fortaleça-o em sua fraque­za.
         Ajude-o a manter-se erguido como uma fortaleza. Que ele possa dizer: "Não porei coisa alguma injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará" (Sl 101.3).
         Ó Deus, o Senhor disse: "Como cidade derribada, que não tem muros, assim é o homem que não tem domínio próprio" (Pv 25.28). Oro para que (nome do marido) não se deixe levar pelo poder do mal, mas submeta-se ao poder de Deus. Mantenha um muro de proteção ao redor dele, encha-o com seu Santo Espírito e guarde-o de tudo o que não vier do Senhor.
         Ajude-o a cuidar de si mesmo e ter autocontrole para resistir a qualquer coisa ou pessoa que venha a tornar-se uma tentação. Possa ele "detestar o mal, apegando-se ao bem" (Rm 12.9). Oro para que ele abomine situações de tentação. Dê-lhe cora­gem para rejeitá-las. Ensine-o a caminhar no Espírito assim como a não cair na tentação da carne.

Instrumentos de Poder

Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e ele mesmo a ninguém tenta. Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.Tg 1.13-15

Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel, e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, justamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.1 Co 10.13

Andemos dignamente, como em pleno dia, não em orgias e bebedices, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes; mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e nada disponhais para a carne, no tocante a suas concupiscências.Rm 13.13-14

Ora, os que querem ficar ricos caem em tentações e ciladas, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.l Tm 6.9

Ora, as obras da carne são conhecidas, e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissenções, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já outrora vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam. Gl 5.19-21

Extraído do Livro O Poder da Esposa que ora - Stormie Omartiam

Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor. Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá omelhor de DEus. Em nome de Jesus

Orando pelo afeto do seu marido e pelo seu



Senhor, oro para que haja afeição física entre meu marido e eu. Capacite cada um de nós a deixar de lado o constrangimento ou a apatia e ser efusivo em nossa demonstração de amor. Ajude-nos a demonstrar o quanto gostamos e valorizamos um ao outro. Lembre-nos durante o correr do dia de tocar-nos de algu­ma maneira afetuosamente. Ajude-nos a não ser frios, reserva­dos, desinteressados ou distantes.

         Capacite-nos a ser cordiais, ternos, compassivos, amorosos e carinhosos. Afaste qualquer atitude obstinada da nossa parte que nos impeça de mudar e crescer. Se um de nós for menos afetuoso que o outro, dê-nos equilíbrio.
         Se a ausência de afeto provocou em nossos filhos uma visão negativa do casamento ou ensinou-lhes um meio incorreto de se relacionar com o cônjuge, ajude-nos a corrigir esses falhas de modo que possamos ser-lhes um exemplo a ser seguido. Mos­tre-nos como confessar francamente nossos erros a eles e de­monstrar nosso compromisso de viver de modo diferente.
         Mude nossos hábitos de indiferença ou excesso de ocupa­ção. Que não nos consideremos sempre certos e que a afeição não seja um ato de grande esforço. Ajude-nos a não enfraquecer o casamento negligenciando este meio vital de comunicação. Oro para que sempre "saudemos um ao outro com ósculo de amor" (1 Pe 5.14).         
         Sei que só o poder transformador do Espírito Santo pode fazer mudanças duradouras. Confio em que o Se­nhor irá transformar-nos e fazer de nós o marido e a esposa que nos chamou para ser.

Instrumentos de Poder

Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há entranhados afetos e misericórdias,. completai a minha alegria de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento. Fp 2.1,2

Assim também os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama a sua esposa, a si mesmo se ama. Porque ninguém jamais odiou a sua própria carne, antes a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja.Ef 5.28,29

Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros. Fp 2.4

A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a direita me abrace.Ct 2.6

Ninguém busque o seu próprio interesse; e, sim, o de outrem.1 Co 10.24

Extraído do Livro O Poder da Esposa que ora - Stormie Omartiam





Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor. Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá omelhor de DEus. Em nome de Jesus 

Oração por respeito ao marido






Senhor, confesso que não estimo meu marido da ma­neira como a tua Palavra diz que devo. Há um muro em meu coração que sei foi levantado para proteger-me contra a possibilidade de ser magoada. Mas estou pronta a derrubá-lo para que meu coração possa curar-se.
 Confesso as vezes que mostrei desrespeito por ele. Confesso, diante de ti, o pecado expresso em minha atitude e palavras desrespeitosas. Mos­tra-me como desmanchar esta barreira sobre as minhas emo­ções, a qual me impede de ter o amor incondicional que tu queres que eu tenha. Quebra o muro endurecido ao redor do meu coração e mostra-me como respeitar meu marido confor­me desejas. Dá-me o verdadeiro amor por ele, Senhor, e ajuda-me a vê-lo da maneira como o vês.





Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor. Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá omelhor de DEus. Em nome de Jesus

13 de dezembro de 2010

O Caráter de um Bom Casamento






Diz-se com freqüência que um bom casamento é uma "amostra do céu". O companheirismo
de que um homem e uma mulher podem gozar em relação ao casamento é uma bênção imensa dada por nosso Criador (Gênesis 2:18-24). Certamente, Deus destinou o casamento a ser benéfico e satisfatório para ambos, o esposo e a esposa. Infelizmente, muitos casais não descreveriam seus casamentos como "celestiais".

Estratégias Inaproveitáveis

O que podemos fazer para termos "bons casamentos"? Homens e mulheres têm tentado várias estratégias para assegurar casamentos bem sucedidos. Muitos têm raciocinado que o modo de ter um bom casamento é casar-se com a pessoa de melhor aparência possível. Conquanto não seja pecado ser fisicamente atraente, a aparência pessoal não é garantia de que uma pessoa será uma boa companheira. O homem extremamente elegante ou a mulher impressionantemente bela com freqüência não dão bons esposos! Outros têm concluído que um casamento espetacular e uma lua-de-mel dispendiosa são o ponto de partida de um bom casamento. Contudo, estas são coisas que não duram muito tempo e quando a grandiosidade da cerimônia e a emoção da lua-de-mel passam, é comum que o esposo e a esposa descubram que sua relação não é realmente muito boa. Ainda outros têm seguido a estratégia de acumular bens antes de casar ou, em alguns casos, de procurar uma pessoa rica com quem casar! Tal segurança financeira constituirá, pensam eles, o alicerce de um bom casamento. Algumas vezes parceiros em al relação assentada sobre a riqueza material pagarão quase tudo para escapar do casamento. O resultado de tais preparativos financeiros é que há mais bens a serem divididos quando o casal se divorcia.

Deverá ser notado que não há nada inerentemente pecaminoso em ser fisicamente atraente, ter um grande casamento e uma lua-de-mel agradabilíssima ou mesmo economizar dinheiro antes do casamento com a esperança de um padrão de vida mais alto. Cada uma destas coisas pode ser uma bênção para um casamento. Nenhuma destas coisas, contudo, resulta necessariamente em um bom casamento. Se desejamos relações satisfatórias, precisamos abandonar as soluções e valores de sabedoria humana e consultar o manual de casamento escrito por Aquele que criou o casamento no princípio. Na Bíblia podemos encontrar toda a informação que precisamos para construir casamentos bem sucedidos.

Instruções Divinas

As Escrituras ensinam que o casamento é destinado a durar até que um dos cônjuges morra (Romanos 7:1-3; Marcos 10:9). Se cada parceiro mantiver esta convicção, o casamento terá uma possibilidade maior de dar certo. Quando aparecem problemas (e sempre aparecem!), tanto o esposo como a esposa empenham-se em resolvê-los em vez de procurar escapar facilmente através do divórcio.

Quando Paulo escreveu sobre as responsabilidades dos cônjuges, ele observou que as esposas deveriam ser submissas a seus esposos (Efésios 5:22-24). Ele ordenou ainda mais que os esposos deveriam amar suas esposas (Efésios 5:25-29). Este amor (na língua grega, "agape") não é de puro sentimento ou mesmo a expressão de palavras vazias, mas é antes o resultado de uma escolha moral e expressa-se em ação. Elcana, pai do profeta Samuel do Velho Testamento, evidentemente amava profundamente sua esposa Ana (1 Samuel 1:1-8). Ele expressou seu amor por ela através de sua generosidade. Além do mais, este tipo de amor busca o bem estar de outros independente do tratamento com que eles retribuem. O apóstolo Paulo descreveu o caráter deste amor em 1 Coríntios 13:4-7. As responsabilidades de amor e submissão incluem outras específicas.

Por exemplo, para amar sua esposa, o esposo tem que se comunicar com ela. Para procurar o melhor bem estar da esposa, ele precisa entender as necessidades e desejos dela. Mais uma vez, observando o exemplo de Elcana e Ana, quando ela estava triste por causa de sua esterilidade e da provocação de sua rival, Elcana procurou descobrir a causa de sua angústia (1 Samuel 1:4-5, 8). Se o esposo comunica a razão para suas decisões, torna-se muito mais fácil para a esposa submeter-se. Sem comunicação adequada entre cônjuges, é extremamente difícil, talvez impossível, ter-se um bom casamento. Comunicação franca entre esposo e esposa permite a cada um entender melhor o outro, evitando muitos desentendimentos. A participação nas opiniões, sonhos e temores através da comunicação permite uma intimidade que ajuda a unir o casal.

Honestidade

Todos os bons casamentos exigem honestidade e discrição de ambos. Tanto esposo como esposa deverão empenhar-se em sempre falar a verdade um ao outro (Efésios 4:25; Colossenses 3:9). Bons casamentos dependem da confiança e uma mentira descoberta destrói essa confiança. A esposa que descobre que seu esposo mentiu para ela em um assunto imaginará que ele no futuro estará mentindo também sobre outros assuntos . . . mesmo que ele esteja falando a verdade. Infelizmente, aqueles que praticam o engano com freqüência acreditam arrogantemente que são muito inteligentes para "serem apanhados". O mentiroso pode freqüentemente cobrir seu engano por algum tempo, mas as mentiras costumam ser descobertas. A esposa que esconde informação de seu esposo está também praticando o engano, uma forma de desonestidade. A suspeita que resulta quando o engano é descoberto ameaça a bela intimidade possível num casamento.

Discrição

Quando duas pessoas vivem juntas ainda que por curto período de tempo, elas podem aprender algumas coisas nada lisonjeiras sobre um e outro. Num bom casamento, o esposo não falará destas faltas de sua esposa com outros. Ele protegerá a reputação dela à vista dos outros, enquanto trabalhará para ajudá-la a melhorar nessas áreas. De modo semelhante, a esposa não discutirá as fraquezas de seu esposo com outras pessoas. A prática de tal discrição encorajará maior intimidade na comunicação dentro do casamento. Cada parceiro sentir-se-á bem partilhando com o outro os pensamentos mais particulares porque ele ou ela sabe que estes pensamentos não serão revelados a outros.

Fidelidade Sexual

Poucas coisas destroem um casamento mais depressa do que a infidelidade sexual. Num bom casamento, cada parceiro tem não somente de se abster de atos abertos de impureza sexual, mas não deve dar ao outro causa para suspeita. O esposo precisa evitar que seus olhos se fixem na direção de outras mulheres e a esposa tem que ser cuidadosa para que seu comportamento a respeito de outros homens seja puro (Mateus 5:27-28).

Respeito

O resumo feito por Paulo das responsabilidades do esposo e da esposa em Efésios 5:33 revela que a submissão da esposa envolve respeito ao seu esposo. Do mesmo modo, o esposo não deverá tratar sua esposa como inferior a ele porque ela voluntariamente aceitou uma posição de submissão (1 Pedro 3:7). Em vez disso, ele deverá tratá-la com dignidade e consideração. Ele não deve diminuí-la nem tratá-la com aspereza ou amargura simplesmente porque Deus lhe deu autoridade na família (Colossenses 3:19).

Altruísmo

O egoísmo está na base de um número incrível de dificuldades matrimoniais. É extremamente difícil viver com alguém que sempre pensa só em si mesmo. Cuidar de uma criança é trabalho duro porque ela não tem consideração com as necessidades e desejos dos outros. Suas necessidades precisam ser satisfeitas imediatamente ou ela fará com que seus pais saibam de sua infelicidade por meio de gritos estridentes! Como adultos, já deveremos ter ultrapassado tal egoísmo, mas infelizmente alguns esposos agem bem dessa mesma maneira. Se as coisas não são feitas como lhes serve, eles ficam trombudos ou têm ataques de cólera, muito parecidos com os das crianças que não sabem de nada melhor. A mulher virtuosa de Provérbios 31 sacrificava-se, trabalhando para prover a sua casa (Provérbios 31:10-31). Cada cônjuge [amadurecido] deverá estar querendo pôr as necessidades e desejos do outro antes do seu próprio, se necessário (Filipenses 2:4; 1 Coríntios 13:5), e os que são infantis não deveriam casar-se!

Paciência

A paciência é o lubrificante que evita que o casamento se aqueça demais quando os problemas provocam atrito entre os parceiros. Uma falta de paciência, no mais das vezes, resulta em decisões insensatas ou irritação. Tiago deu bom conselho quando escreveu "Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus" (Tiago 1:19-20). A paciência é aquela qualidade que permite a uma pessoa suportar com calma serenidade uma situação que não é ideal ou desejável (longanimidade; Gálatas 5:22; Efésios 4:2; Colossenses 3:12). A impaciência é quase sempre uma forma de egoísmo na qual nos tornamos furiosos porque as coisas não estão acontecendo do modo que queremos que aconteçam. Haverá muitas ocasiões durante um casamento nas quais as coisas não serão ideais!

Humildade

Algumas pessoas não querem admitir nenhuma falha. É inevitável que um cônjuge peque contra o outro. A humildade é a qualidade que permite-nos reconhecer nossa própria falibilidade, admitir nossas faltas e pedir perdão àqueles que tivermos maltratado. A pressuposição de que sempre sabemos o que é melhor ou que nunca cometemos nenhum erro é uma forma de arrogância. Tal arrogância é oposta ao amor (1 Coríntios 13:4). Num bom casamento, ambos os parceiros servirão um ao outro fazendo muitos pequenos favores. A arrogância não permite a "atitude servil" (João 13:1-15). A humildade também ajuda a perdoar os outros que pecam contra nós, porque nos lembra que nós mesmos somos falíveis e freqüentemente necessitamos ser perdoados (Efésios 4:31-32; Colossenses 3:13). No decorrer de um casamento, haverá muitas oportunidades para perdoar seu cônjuge! Ofensas não perdoadas tendem a ser como feridas não curadas, inflamadas; elas afetam severamente a saúde da relação.

Quando alguém está procurando um bom companheiro ou simplesmente tentando melhorar uma relação conjugal existente, estes princípios ajudarão a assegurar um casamento bem sucedido. De fato, muitos desses traços característicos que promovem um casamento bem sucedido podem ser aplicados praticamente em qualquer relação humana para torná-la melhor!

­por Allen Dvorak



"TUDO dá certo quando DEUS e

está na DIREÇÃO de nossas vidas."

28 de novembro de 2010

Alicerces do casamento



“Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam.” (Gn 2:24,25)

Quando Deus criou o casamento, Ele o fez para que homem e mulher pudessem completar um ao outro em suas necessidades espirituais, emocionais, intelectuais, físicas e sociais. Para que o casamento cumpra o propósito é necessário, porém, que esteja alicerçado na Rocha que é Jesus.
O alicerce é a base sobre a qual se constrói um muro, uma casa, um edifício. A Bíblia diz em Lucas 6:48 “É semelhante a um homem que, edificando uma casa, cavou, abriu profunda vala e lançou alicerce sobre a rocha; e, vindo a enchente, arrojou-se o rio contra aquela casa e não a pôde abalar, por ter sido bem construída.”
O fato é que quando casamos trazemos toda a carga familiar que adquirimos em toda a nossa criação. Normalmente não aprendemos que só devemos conservar essa herança familiar se ela for boa e o que acontece é que preservamos conosco o bom e o ruim, o que pode prejudicar o relacionamento conjugal. Portanto, para a realização plena da aliança é necessário amadurecimento e emancipação (Gn 2:24).
Ao formarmos uma família, devemos aprender a tomar as decisões em casal, sem nos deixar influenciar pelas posturas de nossos pais e familiares. E para isso é preciso libertação de algumas amarras que muitas vezes tentam prender os cônjuges.
O casal deve buscar fortalecer um ao outro, tendo como prioridade gerar amor, comunhão e respeito no dia-a-dia. Tudo na aliança vem através da dedicação mútua e é alcançado quando o homem e a mulher decidem:

1. Deixar a dependência emocional.

“Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne.” (Gn 2:24)
O casal, após firmar aliança, não deve morar com os pais de nenhum dos cônjuges, mas precisam ter em mente que construir uma família fala de viver um para o outro, cuidando um do outro. A provisão para o lar virá do trabalho dos dois e não mais dos pais, como antes.

2. Deixar os hábitos e heranças espirituais da família.

“...sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais...” (I Pe 1:18).
Muitas vezes, em virtude da convivência com os pais corremos o risco de nos tornarmos vítimas de um comportamento que poderá nos aprisionar por toda a vida. E ao entrarmos no casamento precisamos renovar a mente com base na Palavra de Deus.
Não podemos preservar conosco o que não é bom, por isso decida romper com todos os hábitos e heranças espirituais que você adquiriu em sua família que não contribuirão de forma benéfica para o seu relacionamento conjugal. Construa seu casamento firmado na Rocha.

3. Deixar a influência de certas palavras

“A morte e a vida estão no poder da língua, o que bem a utiliza come do seu fruto.” (Pv 18:21)
No decorrer de nossas vidas recebemos muitas palavras que são contrárias ao propósito que Deus tem para nós. Quantas palavras que foram liberadas no reino do espírito e acabaram nos influenciando, de forma errada, a maneira de pensar e de agir. Essas palavras podem interferir no relacionamento e portanto, devem ser renunciadas.
A língua maligna destrói o caluniador, o caluniado e o ouvinte e a morte causada por essas palavras, na maioria das vezes não é física, mas é mortal, porque nem sempre pode ser vista, por isso mata a alma.

4. Deixar problemas de relacionamento familiar

“...tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem; e ninguém seja devasso, ou profano como Esaú, que por uma simples refeição vendeu o seu direito de primogenitura.” (Hb 12:15,16)
Muitas pessoas foram vítimas de agressões físicas, emocionais, sexuais e hoje carregam amargura na alma, lembranças dolorosas que podem afetar os sentimentos em relação aos pais e conseqüentemente em relação ao cônjuge.
A amargura prejudica o lar e impede que as bênçãos cheguem até o casal. Portanto, não alimente sentimentos negativos em sua vida, busque a cura de Deus para que você e o seu cônjuge tenham a melhor família de toda a terra.
Faça o conserto que for preciso, mas decida pela cura. A cura é o único meio pelo qual todo o peso do passado é removido. Precisamos arrancar todas as raízes de amargura que foram construídas no passado, porque toda raiz de amargura produz frutos amargos e nós fomos chamados a viver uma vida de plenitude, Jesus conquistou essa vida na cruz do calvário.
Deus tem bênçãos para a família de Gênesis a Apocalipse. Como Seus filhos temos um direito e uma herança de vivermos cada uma dessas bênçãos. Não abra mão de ter uma família alicerçada nas bases que a Palavra apresenta. Usufrua as benécies de Deus para o seu relacionamento conjugal, dessa forma vocês só têm a ganhar.


24 de novembro de 2010

Céus de cura para o seu casamento







Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados. (Isaías 58:1).

O casamento pode receber céus de cura a partir das palavras que recebe, a partir da profecia que é liberada pelos cônjuges. As pessoas são curadas pela poder da palavra. Por isso, precisamos aprender a profetizar, emitir decretos de bênçãos sobre o casamento. Profetizar é tomar a boca de Deus emprestada e falar o que Deus fala.

Para que a cura se manifeste dentro do seu casamento, você precisa profetizar em linha com a Palavra de Deus. Então, a sua cura virá depressa. Haverá um milagre em sua casa por intermédio da sua boca e tudo será exatamente como Deus quer que seja. Ele projetou para você um casamento feliz.

A conseqüência do que falamos é a manifestação de milagre ou maldição, solução ou problema. É você quem decide o que quer para o seu casamento e para a sua família: milagres ou maldições? Creio que milagres. Então aprenda a caminhar pelas regras divinas. Em primeira mão, para que algo se manifeste na vida de alguém, é necessário que o mecanismo da palavra seja usado.

Aprenda a conversar os assuntos certos em lugares certos, isso causa um impacto positivo para o relacionamento. A maioria de nós, para promover algo dentro do relacionamento social, físico, intelectual, emocional, precisa fazer um exercício de vocábulos. O mesmo se dá no casamento, é preciso aprender a falar o vocábulo do outro.

Não é qualquer lugar que favorece certos tipos de linguagens, certos tipos de assuntos. Há lugares que vamos e encontramos grupos que falam palavrões, por exemplo. Também há lugares em que encontramos pessoas mais educadas e assim por diante. Por onde passamos encontramos pessoas diversificadas em seus hábitos, linguagens e conversas.

Conhecemos pessoas fiéis, outras infiéis. Existem pessoas que convivem conosco e nós não as conhecemos, outras conhecemos muito bem. Assim como existem cônjuges casados há anos que não se conhecem, vivem um relacionamento enfermo, marcado pelas transgressões de Jacó.

Deus nos chama neste tempo específico para tomarmos a postura correta dentro do relacionamento conjugal e arrancar as transgressões do seio do casamento. 

Algumas transgressões



Como pode haver mentira entres os coToda mentira entre os cônjuges precisa acabar. Com sabedoria, arranque a mentira da sua casa. Na maioria das vezes, um cônjuge não é verdadeiro com o outro nos sentimentos. Amar é mais uma atitude do que um discurso. O amor é muito mais respeitado quando é agido do que quando é falado, embora seja necessário falar e agir. Não diga que ama por pressão.

Tenha diálogos francos com seu cônjuge, sem rispidez, mas com sinceridade. Faça exercícios de declarações de amor todos os dias para seu cônjuge, na frente dos filhos, para que estes se sintam seguros. Fale a verdade sempre e mande embora todo espírito de mentira.

A deslealdade nos compromissos entre o casal causa muitos dissabores no relacionamento. Quando você fizer qualquer promessa ao cônjuge, cumpra-a. Não esqueça suas promessas, nem finja que as esqueceu. Alimente-as e você nunca esquecerá delas. Deus não esquece as promessas que faz aos Seus filhos; Ele sempre as cumpre.

Tenha a integridade de cumprir as promessas que faz. Se houve esforço, mas não foi possível cumprir as promessas, ou só foi cumprida uma parte delas, saiba dialogar com o cônjuge para que entenda a situação e busque meios para sanar o compromisso, mas nunca deixe incompleto o cumprimento da promessa.

A Bíblia diz em I Coríntios 7 que o desejo do marido é para a sua mulher e o desejo da mulher é para o seu marido: "O marido pague à mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher".

Marido e mulher devem se honrar, tanto no físico, como no emocional e espiritual, sustentando as rédeas da casa, orando pela prosperidade da família, cobrindo os filhos em oração.

Quando o casal conhece a Deus e não está fazendo isso, está usurpando o direito do cônjuge. Não faça votos nem alianças de se abster da relação sexual antes de consultar o cônjuge. 

Votos e alianças de pessoas casadas só têm validade se o marido disser o sim. Não negue ao cônjuge os seus direitos conjugais. Entre muitos casais cristãos a mulher tem vergonha de procurar o marido e muitos homens são acanhados na relação, porque o marido tem dado nomes pejorativos para a esposa ou porque a mulher tem-se negado ao marido. Por conta disso, muitos maridos e mulheres têm sido empurrados para o adultério.

Não existe motivo para que os direitos conjugais sejam negados, "senão de comum acordo por algum tempo, a fim de vos aplicardes à oração e depois vos ajuntardes outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência" (I Co 7:5).

A Bíblia fala de sexo como fala de adoração. Nós é que somos maliciosos e maldosos e sujamos a santidade da relação sexual no casamento. A Bíblia fala sobre relação sexual, mas não falta a santidade. Deus quer que tenhamos saúde sexual dentro dos princípios do Reino.


Desejar o que não é nosso é pecado. Portanto, não coloque os olhos em coisas que não lhe pertencem, querendo que o cônjuge fique anulado porque a mídia incentiva a prostituição, o adultério. A Bíblia diz que a prostituta sofre por um pão de dores, mas a mulher adúltera procura um homem de valor (Pv 6:26).

Homens de Deus, que têm valor, não procuram prostitutas, mas devem ficar alertas quanto às adúlteras, que podem querer lhes derrubar.

Marido, nunca pense que está imune às tentações, quebre qualquer laço de adultério, porque você tem a integridade e não usurpará o direito da aliança que fez com a mulher da sua mocidade.

Esposa, cumpra as suas funções, sem violentar o seu corpo; cumpra com alegria e submissão às solicitações do seu esposo, porque ele, segundo a Bíblia, vale muito para a mulher adúltera. Não empurre o seu marido para a prostituição nem para o adultério.

Como arrancar essas transgressões:

1. Grite com toda a força

Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados. (Isaías 58:1)

Esse grito não está retratado a um grito físico. É o grito da atitude, é falar: "Deus, sara o meu casamento!" Se existe alguma área no seu casamento que não está sarada e você ainda não viu a cura brotar sem detença, grite em plenos pulmões, lembrando a Deus Suas promessas, e Ele fará vir a cura sem demora.


Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados. (Isaías 58:1)

Trombeta é shofar. O shofar representa a voz de Deus. Proclame o que o respalda na palavra. Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniquamente... (Isaías 58:9).

Comece a fazer confissões das promessas de Deus para o seu casamento. Ore a Palavra. O shofar significa o toque para um território ser conquistado, para uma causa ser ganha, sob o comando de Deus. O problema é que queremos resolver tudo com a nossa sabedoria e já sabemos que problemas de casamento só se resolvem com a Palavra de Deus.

A sua casa não é casa de Jacó. Sua casa é o Israel de Deus. Clame em alta voz denunciando as áreas que precisam de cura e, sem detença, o Senhor fará o milagre. "Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui" (Isaías 58:9).

23 de novembro de 2010

Orando pela sexualidade do seu marido


 Senhor, abençoe a sexualidade de meu marido e permita que ela lhe seja satisfatória. Restaure o que precisa ser restaurado, equilibre o que precisa ser equilibrado. Proteja-nos da apatia, decepção, críticas, excesso de ocupação, falta de perdão, insen­sibilidade ou desinteresse. Oro para que possamos achar tempo um para o outro, comunicar francamente os nossos sentimentos e permanecer sensíveis às necessidades mútuas.
         Mantenha-nos sexualmente puros na mente e no corpo e feche a porta a qualquer coisa libidinosa ou ilícita que pro­cure envolver-nos. Livre-nos das cadeias dos erros passados. Remova de nosso meio os efeitos de qualquer experiência se­xual - em pensamentos ou obras - que tenha ocorrido fora da nossa relação.
         Remova qualquer pessoa ou coisa de nossas vidas que possa servir de tentação à infidelidade. Ajude-nos a "abster-nos da imoralidade" para que cada um de nós saiba "como possuir o próprio corpo, em santificação e honra" (1 Ts 4.3-5).
         Oro para que desejemos um ao outro e a ninguém mais. Mostre-me como tornar-me atraente e desejável para ele e ser a parceira de que ele precisa. Oro para que nenhum de nós venha a ser tentado a pensar em buscar satisfação em outra pessoa.
         Compreendo que uma parte importante do meu ministério para meu marido é sexual. Ajude-me a nunca usar isso como uma arma ou um meio de manipulação, dando ou retendo a prática do sexo por razões egoístas. Entrego esta área das nossas vidas ao Senhor. Que ela possa ser continuamente renovada e estimulante. Faça dela tudo que o Senhor a criou para ser.

Instrumentos de Poder


Fugi da impureza! Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.
1 Co 6.18-20

... O corpo não é para a impureza, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo.
1 Co 6.13

Bebe a água da tua própria cisterna, e das correntes do teu poço. Derramar-se-iam por fora as tuas fontes, e pelas praças os ribeiros de águas? Sejam para ti somente e não para os estranhos contigo.
Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade, corça de amores, e gazela graciosa. Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embriaga-te sempre com as suas carícias.
Pv 5.15-19

Extraído do Livro O Poder da Esposa que ora - Stormie Omartiam
Imagem da esposa orando: Maluco por Jesus


Eu declaro que vou viver dias de alegria,de paz de saúde,de prosperidade,de amor. Nesses dias, o Senhor mudará a minha sorte e a minha boca se encherá de riso e minha família viverá omelhor de DEus. Em nome de Jesu.

Orando pelas Finanças do seu marido




Senhor, entrego minhas finanças ao Senhor. Encarregue-se de­las e use-as para os seus propósitos. Que nós dois possamos ser bons mordomos de tudo que o Senhor nos dá e concordemos completamente sobre como devemos usar nossos bens.
         Oro para que aprendamos a viver livres de dívidas pesadas. Onde não tenhamos sido sábios, traga restauração e dê-nos orien­tação. Mostre-me como posso aumentar nossa renda e não di­minuí-la insensatamente. Ajude-nos a lembrar que tudo que temos pertence ao Senhor, e que sejamos gratos por isso.
         Oro para que (nome do marido) não tenha dificuldades em dar ao Senhor e a outros conforme as instruções na sua Palavra. Dê a ele sabedoria para usar sabiamente o dinheiro. Ajude-o a tomar boas decisões sobre como gastá-lo. Mostre-lhe como planejar para o futuro.
         Oro para que ele encontre o equilíbrio perfeito entre não gastar desnecessariamente nem ser avarento. Que ele possa sempre ser bem renumerado pelo trabalho que faz e que o seu dinheiro não seja roubado, per­dido, consumido, destruído ou desperdiçado.
         Multiplique seus ganhos de forma que possam render bastante. Oro para que ele não fique ansioso em função do dinheiro, mas busque primeiro o reino de Deus, sabendo que se fizer isso, teremos tudo o que precisamos (Lc 12.31). 

Instrumentos de Poder

Não andeis, pois, a indagar o que haveis de comer ou beber, e não vos entregueis a inquietações. Porque os gentios de todo o mundo é que procuram estas coisas; mas vosso Pai sabe que necessitais delas. Buscai, antes de tudo, o seu reino, e estas coisas vos serão acrescentadas.
Lc 12.29-31

Quanto ao homem, a quem Deus conferiu riquezas e bens, e lhe deu poder para deles comer, e receber a sua porção, e gozar do seu trabalho;
isto é dom de Deus.
Ec 5.19

O que dá ao pobre não terá falta, mas o que dele esconde os seus olhos será cumulado de maldições.
Pv 28.27

Fui moço, e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão.
Sl 37.25

E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.
Fp 4.19

Extraida do livro: O Poder da Esposa que ora - Stormie Omartiam
Creditos imagens



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pense

Momentos difícies em nossas vidas podem acontecer a qualque momento. Mas será que sabemos como vamos passar por eles?
Deus amou tanto o mundo de tal que enviou Jesus, através de sua obra redentora podemos alcançar a vitória em todas as áreas de nossas vidas. Restauração familiar, restauração de vidas. Deus quer transformar suas cinzas em Beleza.

"O Espírito do Soberano Senhor está sobre mim porque o Senhor ungiu-me para levar boas notícias aos pobres. Enviou-me para cuidar dos que estão com o coração quebrantado, anunciar liberdade aos cativos e libertação das trevas aos prisioneiros,para proclamar o ano da bondade do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; para consolar todos os que andam tristes,e dar a todos os que choram em Sião uma bela coroa em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto, e um manto de louvor em vez de espírito deprimido. Eles serão chamados carvalhos de justiça, plantio do Senhor, para manifestação da sua glória. Is 61.1-3".